Pesquisar este blog

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

MANOEL TENÓRIO MEU QUERIDO AMIGO


“Cantar é minha arte e minha vida. Sempre agradeço a Deus por ser feliz junto á minha família, aos meus amigos e meus admiradores”
Manoel Tenório
 
Nome completo: Manoel Tenório Sobrinho
Nome artístico: Manoel Tenório
Data de nascimento: 15/01/1943
Local: Taquarana/AL
Gêneros: Seresta, Popular-Romântico e Música de Mensagem.
 
 
BIOGRAFIA – 1
Por Pedro Jorge
 
Manoel Tenório Sobrinho nasceu no dia 15 de Janeiro de 1943 na cidade de Taquarana/AL, na época pertencente a Limoeiro de Anadia/AL.
 
Iniciou a sua brilhante carreira artística fazendo serenatas em sua cidade natal, aos 13 anos de idade. Em 1963 ele participou de um programa de auditório de novos talentos, no ( extinto ) “Gersey Clube”, na ( extinta ) “Rádio Clube  AM” de Arapiraca/AL cujo apresentador era o radialista e artista plástico José de Sá. Competiu com mais 17 candidatos e conseguiu o 1º lugar, recebendo como prêmio a quantia de Cr$ 500 ( 500 cruzeiros ). Depois ficou participando do programa, que era exibido todos os domingos, como convidado especial.
 
Manoel reside em Arapiraca desde 1963. Começou apresentar em 1966 o programa “Uma Voz, Um Violão”, líder de audiência na época, onde ele cantava com o acompanhamento do violonista José Costa na ( extinta ) “Rádio ‘Antena de Publicidade’. Ao mesmo tempo dividia as suas atividades musicais com a de secretário de administração municipal, cargo que permaneceu durante 24 anos, pois todos os prefeitos que assumiram a prefeitura de Lagoa da Canoa/AL  solicitavam que ele permanecesse no cargo. Depois assumiu o mesmo cargo por 8 anos na prefeitura de Jaramataia/AL e logo após como assessor da mesma pasta na prefeitura de Batalha/AL.
 
Em 1967 o cantor e compositor Manoel Tenório fundou um grupo musical dedicado exclusivamnete ao gênero seresta, tendo inclusive a oportunidade de se apresentar, além de Alagoas, nos estados de Sergipe, Pernambuco Ceará e Bahia. Suas principais influências musicais são Nélson Gonçalves e Altemar Dutra.
 
Em 1981 fundou a “Banda ‘Magia’”, se apresentando por todo o Nordeste brasileiro. A banda era formada por alguns dos melhores músicos de nossa cidade: Lula Dules ( teclado ), Robeval ( guitarra ), Léo ( bateria ), Zé Rufino (percussão), Humberto ( contrabaixo ), Manoel Tenório e Aguinaldo como
crooners.

O cantor romântico Manoel Tenório é casado com D. Izabel Vital Tenório e é pai de 5 filhos: Ana suely, Paulo Cézar, Mônica, Maria Cláudia e Flávio Vital Tenório. Foi empossado , em 25 de outubro de 2001, como sócio efetivo da ACALA (Academia Arapiraquense de Letras e Artes), tendo como patrono o escritor de Lagoa da Canoa/AL, Agnelo Rodrigues de Melo.
 
Atualmente Manoel divide o seu trabalho como diretor da “Casa da Cultura” de Arapiraca com a sua carreira de cantor e compositor. Está previsto para o final de Julho/2011 o lançamento de seu mais recente CD “Boleros e Guarânias”, que conta com a participação de seus filhos Flávio ( Ex- “Caio & Flávio” ), como segunda voz em duas músicas e de Cézar Tenório, como arranjador e músico. O seu filho Flávio Tenório é proprietário de um estúdio profissional de gravação, o “Gravebem”.

Discografia
 
* “Canário da Terra” – (extinta) Copacabana/1985 (vinil)
* “Grão de areia” – Copacabana/1992 (vinil) e 1993 (CD)
* “Caminhos Coração” – RB Music/1997
* “Manoel Tenório’ em Ritmo de Seresta” – RB Music/2002
* “Uma Prece Para os Homens Sem Deus” – RB Music/2007
* “Boleros e Guarânias” – RB Music/2011
 
[ Por Pedro Jorge ]
 
 
BIOGRAFIA – 2
 
Manoel Tenório Sobrinho nasceu no dia 15 de janeiro de 1943 na Cidade de Taquarana/AL, então distrito de Limoeiro de Anadia/AL.
Filho de Fernando Tenório de Souza e Umbelina Soares de Souza (In memorians).
 
Cursou o primário na Cidade de Taquarana e concluiu o 1º grau na Cidade
de Arapiraca. Mudou-se para Arapiraca em 1963, a convite do então prefeito
de Lagoa da Canoa/AL, para trabalhar como locutor de seriço de alto-
falante da prefeitura. Seis meses depois assumiu o cargo de de secretário
de administração municipal durante vinte e quatro anos, pois todos os
prefeitos que assumiram a referida prefeitura solicitavam que Manoel
Tenório permanecesse no cargo.
 
Depois, a convite do prefeito de Jaramataia/AL, José Alberto Barroso Barreto, assumiu o mesmo cargo durante oito anos. Saindo de Jaramataia foi para a prefeitura de Batalha/AL a convite do prefeito Xico Douca como assessor da mesma secretaria.Manoel Tenório, casado com Izabel Vital Tenório, teve cinco filhos, pela
ordem: Ana Suely, Paulo Cezar, Mônica, Maria Cláudia e Flávio Vital
Tenório.Participou de vários cursos de administação municipal e orçamento-
programa em diversos órgãos como FIDAN, FIAN, SERFAU, IBAM, entre
outros.
É também cantor profissional, tendo iniciado esta atividade desde os 15
anos de idade. Já gravou discos de vinil e quatro CDs. Manoel tem se
apresentado em muitas Cidades do Nordeste e Sudeste, sendo também
compositor, tendo algumas músicas suas gravadas, onde se destaca Jesus
de Nazaré.
Em 25 de outubro de 2001 foi empossado como sócio-efetivo da ACALA
(Academia Arapiraquense de Letras e Artes), tendo como patrono o escritor
de Lagoa da Canoa, Agnelo Rodrigues de Melo, “Judas Esgorogota”.
 
[ Fonte: Livro "ACALA: História e Vida", abril de 2009 ]
 
 
NORDESTE SEM PREFERÊNCIA
Autor: Manoel Tenório ( Membro da ACALA )
 
Eita Nordeste / Pelos patrões esquecido
Não venham dizer que não, / Por questão de não querer
Quem manipula o poder / Finge não ter solução.
 
Para sair da carência / Vive pedindo clemência
Mas a clemência não vem, / Os patrões lucram com isso
Esquecem do compromisso / E se escondem no além.
Nordeste do chão rachado / Teu solo é braseado
Por este sol inclemente, / A chuva passa por longe
Parece que o vento tange / A esperança da gente.
Nordestino não desiste / Porquê solução existe
Só falta planejamento, / Quando houver irrigação
Nordestino nosso irmão / Não terá mais sofrimento.
Ainda existe eperança / Que tenhamos abundância
É isso que nós queremos, / Havendo terra irrigada
Não nos faltará mais nada / Trabalhar nós já sabemos.
Nordestino que trabalha / Vive mesmo de migalhas
Mas luta pra ter fartura / Pois sem ninguém investir
Não tem como progredir / Por falta de estrutura.
Que nosso Nordeste cresça / Que o nordestino mereça
Mais atenção dos patrões, / Na seca mandam sacolas
Mas patrões essas esmolas / Cortam nossos coraões.
Dê apoio ao lavrador / Esse bravo lutador
Esse gigante aguerrido, / Esse homem desprezado
Esse herói injustiçado / Que não é reconhecido.
 
 [ Fonte: Informativo "ACALA", junho de 2011 ]
 
Comentário:
“Manoel Tenório, através dos versos, lança um olhar em defesa do
Nordeste. Lembra o torrão esquecido pelos patrões, lembrando que eles
manipulam o poder; lembra que a chuva passa por longe; realça a
resistência do nordestino, em detrimento da falta de reconhecimento”.
Abel Magalhães
[ Fonte: portalfam.com.br ]
 
[ Editado por Pedro Jorge ]
 
 
SAIBA MAIS [ Sobre Manoel Tenório e Outros Escritores Arapiraquenses ]
 
Livro: “ACALA: História e Vida”, abril de 2009
Texto: ACALA ( Academia Arapiraquense de Letras e Artes ).
 
 
CONTATOS PARA SHOWS
 
( 82 ) 3530.3042
( 82 ) 9946.3133
E-mail: manoeltenorio15@hotmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

deixa seu comentarios vou ler com carinho
tb aceito sugestões obg